e-Notícias Irroba E-commerce

No e-Notícias você terá acesso a todas as informações sobre e-commerce, no qual foram destaque no mercado.



26/01/2012 10:20:39

Pequenos crescem no e-commerce e já faturam R$ 1,5 bilhão

SÃO PAULO - Com mais vitrines virtuais à disposição, que vão dos sites de compras coletivas ao Facebook, as pequenas empresas ganharam espaço no comércio eletrônico. No primeiro semestre de 2011, elas responderam por 8% do faturamento das vendas on-line, ante 7% em 2009 e 2010, de acordo com a consultoria E-bit. Parece pouco, mas isso significa que o faturamento desses pequenos ne$ócios pode ter chegado a R$ 1,5 bilhão no fechamento do ano, caso o comércio eletrônico como um todo tenha faturado os R$ 18,7 bilhões previstos pela E-bit.

— Neste ano, a expectativa é que, no mínimo, essa participação das pequenas empresas se mantenha — diz Cris Rother, diretora da E-bit.

Milhares de pequenos negócios entram na rede a cada ano. A projeção da consultoria E-Consulting Corp é que o número de pequenas empresas no mercado brasileiro cresça a uma taxa de 15% ao ano em três anos.

— Os pequenos crescem com serviços e produtos personalizados, pois os produtos padronizados são dominados por grandes varejistas — diz Daniel Domeneghetti, da E-Consulting.

Eduardo L’Hotellier criou o portal GetNinjas em outubro, para promover a compra e a venda de serviços. O site já chegou à marca de dois mil ofertantes cadastrados (dobrou em 15 dias) e quer fechar o ano com 100 mil. Nele, há desde serviços de consertos domésticos até a $ção de logotipos, por valores que vão de R$ 20 a R$ 6 mil.

Os sites de compras coletivas também auxiliam as pequenas. Segundo a E-bit, eles concentram 6,5 milhões de usuários, entre os 32 milhões do e-commerce brasileiro. No Peixe Urbano, cerca de 75% dos ofertantes são de pequenas ou médias empresas. De olho nesse mercado, a Negócios Urbanos montou site de compras coletivas em que todos os compradores e 90% dos vendedores são pequenos.

Fonte: E-commerce News